O Amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O Amor jamais acaba. (1º Cor. 13:4-8)


Thanks to the Americans for being ums of the biggest visitors to my blog,

Pesquisar

quinta-feira, 31 de março de 2011

AFOGANDO MINHAS RAZÕES

Não aguento mais remar contra a maré, vou desistir por aqui, mas se eu parar de rema o barco afundara, e será o meu fim pois não sei nadar, estou longe do porto longe de tudo sei que devo continuar se quiser chegar a algum lugar, mas como se eu não consigo mas remar minha alma pega fogo a cada remada, será que o que procuro ainda se afastara de mim será que essa ilha existe, será que estou remando para um lugar errado, minha alma incendeia minha dor matando minha fonte de calor me fazendo desacreditar que não existe esse lugar para onde quero ir e que estou a muito tempo a rema, estou me afastando do porto onde deixei meu corpo minhas razões pra ficar deixei a beira do farol a me esperar, não sei se as minha razão ainda existe ou se ela cansou de me esperar e foi para outro lugar, vou continuando a remar mesmo que as dores ponham a me matar, mas minha força vem desse lugar que acredito que existe onde nada e ninguém pesiste, onde a felicidade existe, meu coração ja se esfria se atormentado em agonia, que procura um cobertor que seja chei de amor, lagraimas já não caem dos meus olhos que só brilha acreditando esta próximo a esse lugar onde jamais desejarei me separar, vou remando já sem forças vou remando e me afundando sei que se não chegar certamente logo estarei me afogando, ja não acredito mais nesse lugar onde por muito tempo estou a procurar, já estou a pensar que por causa de um sonho passei a acreditar nesse lindo lugar, já sem forças pra prossegui, talvez seja melhor assim desistir de remar e nessa imensidão do mar me afundar e me afogar e em um sono longo profundo eu voltarei a sonhar, e com a eternidade poder se realizar.
D.j.  "Darley Soares"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mascote "Sinistro"